Como melhorar a libido e desempenho sexual

A maca é uma planta ancestral usada no Perú por suas muitas propriedades nutricionais. Cultivada nos planaltos altos dos Andes, é uma das poucas plantas a suportar condições climáticas extremas em altitude.

Apelidado de “Ginseng peruano”, é uma fonte de vitaminas, rica em cálcio e fósforo.

Além dessa ingestão de energia que ajuda a combater a fadiga crônica, são reconhecidos benefícios relacionados à fertilidade e à regulação hormonal.

É verdade que ambas as patentes que ela possui não são reconhecidas no Perú e na Bolívia, e não impedem que os camponeses andinos cultivem maca.

Recomendamos conhecer também o suplemento Eretrol da Bio High que irá lhe auxiliar com a composição da Maca.

No entanto, se a Nutricionista Marisa Andrade assim solicitar, a exportação de extratos de maca para os Estados Unidos e todos os países que reconhecem patentes poderia ser proibida. E isso por vinte anos, a vida de uma patente.

Os ingredientes das três principais variedades

Aqui está uma comparação direta dos componentes contidos nas quatro principais variedades de Maca: amarelo, vermelho, roxo e preto.

A cor roxa está incluída aqui no espectro de ação da Maca Vermelha. A mistura de maca consiste nas três principais variedades de Maca, contidas em proporções correspondentes às quantidades colhidas, ou seja, 50:40:10 amarelo, vermelho e preto.

Os seguintes dados são de uma breve análise de substâncias minerais em Maca, realizada no estudo do Jornal Montes Claros. Eles só têm uma função de diretriz.

As diferenças entre as várias variedades dificilmente são perceptíveis, mas diferenças notáveis ainda são destacadas. Aqui vai uma dica da Nutri: acesse o portal para conhecer Eretrol e sua formula poderosa!

A maca é um produto natural, então cada cultura e lote podem variar ligeiramente.

Quanto custa?

O preço da maca varia dependendo do tipo de suplemento e da variedade de raiz. A maca amarela tende a ser mais barata que a maca vermelha e a maca preta, que são mais ou menos iguais em custo.

O pó de maca, sendo menos processado, é um formato mais barato que as cápsulas, garantindo o mesmo resultado.

Isso pode parecer secundário segundo ao Jornal da Marisa, mas não é de todo o caso: se você começar a complementar sua dieta com maca, precisará tomá-la pelo menos uma vez por dia. É muito importante que você possa ingeri-lo sem problemas!

As cápsulas de maca são muito fáceis de tomar, pois são engolidas com um copo de água, como qualquer outra pílula. Além disso, você pode levá-los com você a qualquer momento sem ser pesado.

A maca em pó, por outro lado, deve ser dissolvida em um líquido, como:

  • Leite;
  • Iogurte;
  • Água ou bebidas vegetais.

Espalhada em cereais, ou incorporada como ingrediente na preparação de biscoitos ou mesmo fazendo uso de suplementos como o Eretrol, o qual é muito eficiente na sua composição.

É claro que o último caso requer mais esforço e se você tiver um dia agitado marcado por refeições fugazes, essa pode não ser a solução mais apropriada.

A dose diária recomendada de maca em pó varia de 1 a 3 colheres de chá, que podem ser dissolvidas em leite ou mesmo distribuídas em alimentos sólidos.

Para as cápsulas, a questão é um pouco diferente, porque alguns fabricantes concentram mais os ingredientes ativos da maca, então apenas um comprimido por dia é suficiente para obter a dose diária.

Em outros casos, no entanto, são necessárias mais cápsulas por dia. É importante escolher sempre um pó de maca peruano orgânico, sem a adição de aditivos artificiais que possam ser prejudiciais ao corpo segundo a Marisa Andrade.

Se você é intolerante ao glúten, ainda pode usar um suplemento à base de maca, não deixe de procurar pelo Eretrol, um excelente aliado sem dúvidas desenvolvida pela Bio High.

A maca não contém glúten, mas alguns produtos podem ter sido contaminados durante o cultivo ou tratamento.